fbpx

Ecommerce: 05 dicas para estruturar hoje o seu

Já se passaram algumas semanas que os comércios estão fechados. A vida virtual e o ecommerce são agora rotina. O espírito colaborativo e ajuda mútua tem se mostrado eficazes para superar esse momento.  Os termos “Delivery”, “comprar online”, “serviço de entrega”, “ecommerce” aumentaram exponencialmente sua relevância. Para esclarecer: Ter sua loja virtualmente não é tendência, possibilidade ou algo do futuro.É mandatório. É questão de sobrevivência. É atual. Além disso, na verdade, já passou da hora de todas as empresas que querem ter longevidade criar seu ecommerce. Ter seu comércio com presença online é vital, é o que te manterá vivo. Estamos preocupados com a sobrevivência do seu negócio. Portanto, separamos 05 dicas para ESTRUTURAR HOJE seu ecommerce.

Ainda está incerto sobre ecommerce?

Então olhe esse gráfico do nível de interesse das pesquisas feitas no Google nos últimos 12 meses.

Para o termo “delivery”:

Gráfico de ecommerce: delivery

Para o termo “comprar online”:

Gráfico de ecommerce: comprar online

Para o termo “serviço de entrega”: Gráfico de ecommerce: serviço de entrega

Para o termo “ecommerce”:

Gráfico de termo ecommerce

 Dados de pesquisa feita no Google Trends em 16/04/2020.

Para esclarecer os gráficos: um valor de 100 representa o pico de popularidade de um termo. Ou seja, um valor de 50 significa que o termo teve metade da popularidade. Aqui na Detrey nós temos um time composto por pessoas criativas e pessoas analíticas. Amamos campanhas bonitas e bem estruturadas. Afinal, é o que dá retorno de verdade. Portanto, vamos analisar o que essas curvas bonitinhas significam para a sua realidade.

O delivery já fazia parte da rotina do brasileiro, no entanto, agora é serviço essencial, principalmente para o grupo de risco. Em curtíssimo tempo tornou-se extremamente importante, repare na curva. No entanto, isso você já sabe, só queria te mostrar o quanto. O que você precisa saber é como começar seu ecommerce. Em primeiro lugar, entenda mais porquê é preciso. Os serviços de entrega tem sido mais pesquisados. “Comprar online” já faz sentido com participação de 50% em média da rotina. Agora, olhe a curva do ecommerce. Há mais de um ano, tem relevância no mínimo em 75%. Mas, enquanto isso, o que você tem feito no sentido de estruturar seu ecommerce? Vamos às 05 dicas.

Dica 1 – Entenda mais sobre sua Gestão e seu Cliente

Em primeiro lugar com a crise começamos a entender melhor a situação na qual estamos e quais os primeiros passos. Se você leu sobre os 05 Estágios de Gestão na Crise já sabe que o primeiro momento foi de entender o que está acontecendo. Foi de perceber qual a escala, o ritmo e a profundidade do que está acontecendo na sua empresa. Se o desespero ainda batia, orientamos como se manter positivo num cenário empresarial. Posteriormente, deixamos claro que é preciso contextualizar o que pode ser ação de resiliência na sua empresa. Enquanto isso, te mostramos como não perder valor de marca caso tenha fechado as portas.

O ciclo de ações para gestão na crise engloba Resolução, Resiliência, Retorno, Reimaginação e Reforma. Além disso, explicamos que essas etapas podem coexistir, não sendo necessariamente lineares. Se você precisou fechar as portas e não é do ramo de alimentação ou saúde, é preciso trazer a Reimaginação e Reforma para hoje! Comece analisando seu Plano de Contingência. Se não tem um, aprenda agora, ainda dá tempo!

Um estudo do Google mostrou: “os consumidores brasileiros apreciam os detalhes das compras online, uma vez que valorizaram mais as especificações e as informações dos produtos do que os demais mercados incluídos no estudo. São também os consumidores que mais gastam tempo pesquisando online antes de efetuar uma compra de um bem de consumo durável.” Ok. Já te convenci a montar seu ecommerce né? Certamente o mercado brasileira tem se tornado mais maduro para o ecommerce.

Dica 2 – Ecommerce é conhecimento

O Google em suas análises já tem nos mostrado insights embasados para o varejo. Além disso varejista, entenda porquê contratar um Agência Google Partner. O ecommerce é uma forma de oferecer diferentes serviços integrados que facilitem a vida das pessoas. Mas, sem deixar de lado o foco na sustentabilidade ao longo da cadeia. Inclusive, veja aqui os impactos da crise no seu varejo e cadeia de suprimentos.

Em primeiro lugar, qual seu tipo de produto ou serviço? Bens duráveis, não duráveis ou itens de dia dia? Para esclarecer, seu formato de ecommerce terá característica e funil de vendas diferente para cada tipo. Além disso, entender o que o cliente leva em consideração te direcionará quanto ao formato de comunicação com ele. Se tiver dúvidas, não hesite em contatar um especialista em vendas. Embasados em pesquisa do Google, vamos te mostrar o que o cliente leva em consideração para cada tipo de bem.

Bens Duráveis

Influência de compra bens duráveis

Bens Não DuráveisInfluência de compra bens não duráveis

Itens de Dia a DiaInfluência de compra itens dia a dia

 

Dica 3 – Saiba o que seu cliente acha importante

Acima de tudo: o que será importante para você é o que seu cliente considerada importante para ele. Sempre. Ou seja, pergunte. Pergunte muito. Converse com seu cliente. Além: saiba como ele faz, como ele faz, porquê e como é a rotina dele. Em outras palavras, se relacione com seu cliente. Para entender sobre o comportamento dele, as Redes Sociais são as formas mais fáceis de estar próximo a ele. Ainda não tem Redes Sociais estruturadas? Contate especialistas que amam negócios. Para montar seu ecommerce é preciso saber como o cliente gostaria de interagir com ele.

  • O que leva o cliente a clicar em “incluir no carrinho”?
  • Como ele faz o supermercado?
  • Qual a frequência de compra?
  • A lista de compras está no papel ou no digital?
  • Quantos reviews do produto ele vê antes de comprar?
  • Quanto tempo ele gasta pesquisando opções?
  • Qual a relevância de mostrar especificações? (Spoiler! Essa é altíssima)

Dica 4 – A experiência de entrega do ecommerce faz toda diferença

Certamente não basta ter o ecommerce. Além disso, é preciso ter serviço de entregar de forma eficiente. Por exemplo, minha solução de limpeza da lente de contato venceu. Mas, por onde comprar? Dados do Google mostram que 63% dos consumidores no mundo autorizariam as marcas a reabastecer os produtos que acabam em suas casas.

Em suma, é preciso entregar conveniência antes de querer a lealdade de seu cliente.  Por exemplo, já pensou por que em postos de combustíveis as lojas se chamam “Conveniência”? Porque elas tem itens de dia a dia prontamente para vender quando o cliente precisou parae. Ali ele já resolve muito do que precisa, enquanto aguarda encher o tanque.

São três formas de garantir conveniência e lealdade. Em primeiro lugar, Delivery. O tempo de entrega importa. Como resultado o Google aponta que a entrega tem que acontecer em até 30 minutos. Para evitar que o cliente prefira ir ao mercado por ele mesmo. Em segundo lugar, Coopetition. Em outras palavras, coopetição. As parcerias podem ser a chave para o sucesso do seu negócio. Além disso, garantem que outras empresas também sobrevivam. Por último, serviço Pick Up.  Não pode ter entregador? O serviço de retirada na loja, se bem feito, agradará o cliente tanto quanto receber em casa.

Dica 5 – Encontre uma solução para criar seu ecommerce

Como falamos no início, o espírito solidário tem se manifestado em vários formatos. Como resultado, inúmeras empresas tem se posicionado. Criando formas de ajudar empresas que não estavam no meio digital. Por exemplo, nós estamos trazendo conteúdo embasado e orientado para te auxiliar. Enquanto isso, listamos abaixo algumas ferramentas e iniciativas que poderão de ajudar.

  1. VenYou LogísticaNão tem motoboy? A VenYou tem. Sistema online para solicitar serviços de motoboy, através de APP de uma forma simples e ágil, para você e sua empresa.
  2. Iniciativa Cuide do Pequeno Negócioda Stone. Além de ajudar o empresário que utiliza a Stone, ela ainda fez parceriar para ajudar alguns segmentos de negócio. Por exemplo, ela está ajudando a reduzir custos fixos, reduziu de taxa de antecipação de vendas, e está dando suporte a operações Delivery. Além disso, está em parceria com a L’Oreal e trinks para possibilitar voucher de compra e desconto no segmento da beleza. 
  3. Plataforma Cora. Nela você se cadastra (gratuitamente) para divulgar produtos/serviços e promoções para vendas de vouchers de consumo.
  4. Conte com uma Agência que desenvolvam sites e ecommerce modelados para as necessidades do seu negócio.

 

Estamos com você.

O momento é de crise. Mas a crise é só o cenário em que evoluções rápidas acontecem. Decida qual postura tomar e parta para ação! Informe-se. Pesquise. Teste. Aperfeiçoe. Teste novamente. Sobreviva. Não há caminho certo. Por outo lado, existem várias iniciativas que funcionam. Em suma, não reinvente a roda. Faça a sua adaptada com o conhecimento que já está por aí. Enquanto isso, caso tenha dúvidas, estamos aqui para bater um papo e te orientar. Mais importante: as parcerias são a grande força na crise.

Achou esse conteúdo útil? Compartilhe! Ficaremos gratos de levar conteúdo relevante e prático para mais negócios.

Além disso, siga nossas redes sociais e esteja por dentro de nossos insights.

 

Referências

Em primeiro lugar. https://www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/tendencias-de-consumo/o-que-sabemos-ate-agora-sobre-o-futuro-do-varejo-alimentar/

Em segundo lugar. https://www.thinkwithgoogle.com/feature/online-shopping-trends/markets/us?lang=pt_BR

Divulgue esse artigo

Ecommerce

Posts recentes

Sobre o autor

Equipe Ag.Detrey

Equipe Ag.Detrey

Todos os conteúdos criados são realizados pela Equipe Detrey em formato estratégico e com bases solidas em pesquisas e referências. São Marketeiros, Publicitários, Engenheiro de Produção, Relações Públicas e Advogados, todos usando tudo o que sabemos para auxiliar nossos clientes e parceiros a usufruir de conteúdos de qualidade voltada para suas empresas.

>