É só clicar! Estou a disposição.

Como falir uma empresa em 10 dias

falir_empresa

Como falir uma empresa em 10 dias

Não é nenhum segredo, que é um processo extenso e cheio de cuidados, para que o crescimento de uma empresa seja realizado com sucesso e para que ela se mantenha no topo. Mas basta alguns deslizes e ela pode ir por água abaixo.

A seguir temos um texto irônico com alguns destes perigosos deslizes, leia-os com atenção para aprender o que não se deve fazer com sua empresa para que ela não seja um fracasso.

Misture o particular com o profissional: 

Tenha apenas um caixa para suas contas particulares e as contas da empresa, não se preocupe em tirar valores altos e comprar o que lhe der vontade. Afinal, sua empresa não precisa de um controle de entradas e retiradas, você não precisa gerenciar seus lucros e nem se preocupar com o capital de giro.

Não estimule seus funcionários:

Não incentive os seus funcionários, nem se importe como eles desempenham suas funções, e se há distanciamento entre eles apenas ignore, afinal, você não precisa de uma equipe.

Recuse fornecedores e feche as portas para novas parcerias:

Acredite que sozinho você pode fazer tudo, que seus clientes precisam apenas do seu produto e que ele não tem ligação com nenhum outro.

Não melhore seu serviço:

Acredite que ele é o melhor que você já conseguiu alcançar, não se preocupe com a qualidade, apenas se a produção dele será de baixo custo e principalmente não acompanhe a evolução do mercado.

Não defina um público alvo:

Mire para todos os lados, acredite que o público alvo não existe pois todos que compram seus produtos ou utilizam de seus serviços tem necessidades e perfil de consumo iguais. Recuse as opiniões de seus clientes, e complique a vida deles com burocracias e com falta de proatividade em solucionar os seus problemas.

Não tenha regras em sua empresa:

Faça de seu trabalho uma brincadeira, abra e feche quando quiser, se recuse dar satisfações aos seus clientes e não se preocupe com a organização e imagem da sua empresa.

Não se importe em ter um site de qualidade:

Acredite que a internet não traz resultados e que você não precisa dela. Em um mercado competitivo sua empresa não precisa se posicionar com anúncios e propagandas em mídias sociais, e um site mal elaborado e sem atualizações é o suficiente para você.

Não construa uma marca de valor:

Não se preocupe em ter uma marca forte e nem em posicioná-la bem no mercado. Se importe menos ainda com divulgações e publicidade, afinal, quem realmente acredita que a propaganda é a alma do negócio?

Subestime a concorrência:

Tenha certeza que a concorrência nunca irá te superar. Acredite que o seu produto é superior a todos e que não precise de evolução.

Seja acomodado:

Não se preocupe em ser melhor ou aprender mais, não confie no seu potencial e principalmente, não se importe com o futuro dos seus negócios e se ele chegou a falência apenas diga: “Não pude fazer nada para evitar”.

Fique atento:

A cada 100 empresas novas no Brasil, 48 encerram suas atividades em até três anos de existência (IBGE 2012).

Estes tópicos acima são motivos capazes de fazer com que uma empresa chegue a falência, e se você não deseja este caminho para os seus negócios, então utilize deste texto irônico como um meio de prevenção e estará dando um grande passo caminho ao sucesso. Uma empresa não é feita de profissionais desqualificados e acomodados, então, erga as mangas e faça mudanças, você precisa saber o que quer e agarrar essa ideia, aprenda mais com o nosso texto “10 dicas infalíveis de como atrair e reter clientes”.

Divulgue esse artigo

Posts recentes

Sobre o autor